17/04/2008

Olá, gente linda!!!

Eu adoro visitar blogs porque fico tão motivada...vocês são maravilhosos, sabiam?

Bem, leram a fábula que postei? Estou passando por um momento que exige mudanças U-R-G-E-N-T-E-S!

Dizem que em time que está ganhando não se mexe, mas eu particularmente acredito que o jogo acaba ficando monótono. Além de vencer a partida, ou diversas partidas sucessivas, os jogadores têm que sentir que deram uma contribuição para aquele resultado, senão perde o sentido! É justamente isso que tem acontecido comigo: eu sempre venço, mas sinto que posso fazer mais pela minha "equipe", e como não me dão condições de fazer isso, o melhor é procurar uma que me ofereça outras opções.

No trabalho, um bom salário e um ótimo relacionamento são fundamentais, mas eu preciso me sentir realizada, né? E, no momento, sinto que tenho capacidade prá fazer mais, portanto, bora jogar a pobre da vaca precipício abaixo! Ainda não sei como farei isso, mas ficar se lamentando não vai ajudar, preciso agir.

Na aula de 3ª feira, falamos sobre limitações...e eu descobri que tenho que superar as minhas. Além de não ser uma pessoa muito inteligente tecnicamente falando, eu tenho um verdadeiro bloqueio para aprender outros idiomas, não presto concursos por insegurança...e por isso, acabo perdendo chances de ser realmente uma "vencedora".

Sou uma pessoa de iniciativa, prática, com visão de futuro...mas não lembro nem o que aprendi na graduação (risos). Sou daquelas que decoram, tiram nota e esquecem, por isso digo que não tenho "inteligência técnica".

Outra "vaca" que precisa ser "atirada" é a da moradia, mas essa eu vou ter que esperar mesmo...não tenho condições financeiras de pagar aluguel e construir uma casa...paciência é a palavra de ordem!

Na questão do emprego, eu também não posso jogar tudo pro alto, pois apesar de morar com meus pais, pago 95% do meu sustento (exceto aluguel), e tenho dívidas como qualquer mortal (brasileiro)...

Quem sabe a "vaca afetiva" também precise ser atirada? rs

Digo isso, porque novamente me fechei para o amor, e às vezes fico refletindo como seria bom dividir com alguém especial essa fase de construção/decoração...além disso, tenho certeza absoluta que eu seria uma boa esposa. Bem, mas essa vaca é a mais complicada, pois teria primeiro que curar meu "dedo podre"...hahaha!

No emagrecimento, a vaca entalou...rs

Preciso acelerar esse processo, gente! Até quando vai durar isso??? Além do mais, tem a fase da manutenção, que é a mais difícil!

Vacas à parte, tenho feito a "lição de casa", pelo menos no quesito emagrecimento.

Tenho oscilado um pouco na alimentação, vira e mexe como doces, por não tentar resistir...

Ontem fui à academia, treinei braços com carga maior (meus "músculos" estão doloridos hoje), fiz aula de Street Dance e de Body Combat, claro.

Amei a aula de Street...vou ver se consigo revezar com o Combat, pois os horários vão se cruzar. A professora falava "solta o negão que tem dentro de você", e eu procurava, procurava...e só encontrava um robô...kkkkkkkkkk

Danço muito mal, sem brincadeira...mas me divirto tanto (e queimo calorias), que vale a pena! rs

Em pensar que eu estava meio deprê e acabei me animando depois das aulas...

Segunda-feira fui ao médico e minha pressão estava 15x10, isso porque tomo medicamentos controlados.

Não lembro se contei aqui, mas tive uma forte crise às vesperas do Natal e passei uma madrugada no PS, depois tive outra no dia 28, por ter passado por um grande estresse (como toda boa "velhinha" eu não posso ficar nervosa...rsrs). Pois bem, como normalmente a hipertensão é assintomática, minha médica desconfia que desde então eu tenho ficado no "limite", por isso dá-lhe anti-depressivos e até calmante, com direito a dobrar a dose do anti-hipertensivo. Desde 3ª feira, tenho medido a P.A. de manhã e à noite, prá ver se consigo controlar. Não queiram ficar idosos, a gente sofre muito...hehe!

Resumo da ópera: minha vontade de destruir a minha "vaca" veio da vontade de mudar essa situação. Odeio quando os médicos me dizem que não posso me estressar, pois isso é impossível, se ficasse em casa sem fazer nada, me estressaria com tanto ócio. Por isso, sinto que preciso mudar algumas coisas, mas infelizmente, tenho que agir com cautela.

Mudando de assunto, li uma reportagem na Folha hoje, com o seguinte título: "Quando o peso engana", falando de pessoas magras com sintomas de obesas, por conta da quantidade de gordura no corpo. Ia postar a reportagem, mas percebi que vocês não gostam muito de ler, mas a matéria é realmente muito legal. Se alguém estiver interessado, clique aqui. Postarei abaixo só algumas "diquinhas".

Pessoas, muito obrigada pelo carinho e atenção.

Beijos e fiquem com Deus!

 

Momento de histeria: Assim como Preta Gil, também sou uma mulher-rodízio, a única diferença é que na minha vida só aparecem homens vegetarianos...humpf!


 

ESPELHO, ESPELHO MEU

Seis dicas para manter um corpo saudável

1. Não se preocupe só com o IMC; ele não reflete a composição corporal, como a presença de gordura e de músculos

2. Lembre-se de que alguns grupos são mais vulneráveis à obesidade: asiáticos e indígenas costumam ter problemas após o IMC 23, e não 25

3. Conheça as doenças que são recorrentes em sua família; se os casos de hipertensão são comuns, dedique atenção extra a esse aspecto

4. Tome cuidado com o acúmulo de gordura na região abdominal, já que a gordura visceral é considerada a mais prejudicial para a saúde

5. Lembre-se de que mesmo quem é visivelmente magro precisa fazer exercícios e ter uma boa alimentação para se manter saudável

6. Evite hábitos que constituem fatores de risco: assim como a obesidade, fumar aumenta os riscos de problemas cardiovasculares


Fonte: DANIEL MAGNONI, cardiologista do Hospital do Coração
 

Reportagem publicada na Folha de S.P. em 17/04/2008 – no Folha Equilíbrio 

:: Postado por Roberta às 12h32
::
::
:: Enviar esta mensagem

16/04/2008

 

Fábula da vaquinha e do precipí­cio

Era uma vez, numa terra distante, um sábio chinês e seu discí­pulo. Certo dia, em suas andanças, avistaram ao longe um casebre. Ao se aproximar, notaram que, a despeito da extrema pobreza do lugar, a casinha era habitada. Naquela área desolada, sem plantações nem árvores, viviam um homem, uma mulher, seus três filhos pequenos e uma vaquinha magra e cansada. Com fome e sede, o sábio e o discí­pulo pediram abrigo por algumas horas. Foram bem recebidos. A certa altura, enquanto se alimentava, o sábio perguntou:

- Este é um lugar muito pobre, longe de tudo. Como vocês sobrevivem?

- O senhor vê aquela vaca? Dela tiramos todo o nosso sustento - disse o chefe da famí­lia. - Ela nos dá leite, que bebemos e também transformamos em queijo e coalhada. Quando sobra, vamos à cidade e trocamos o leite e o queijo por outros alimentos. É assim que vivemos.

O sábio agradeceu a hospitalidade e partiu. Nem bem fez a primeira curva da estrada, disse ao discí­pulo:

- Volte lá, pegue a vaquinha, leve-a ao precipí­cio ali em frente e atire-a lá pra baixo.

O discí­pulo não acreditou.

- Não posso fazer isso, mestre! Como pode ser tão ingrato? A vaquinha é tudo o que eles têm. Se eu jogá-la no precipí­cio, eles não terão como sobreviver. Sem a vaca, eles morrem!

O sábio, como convém aos sábios chineses, apenas respirou fundo e repetiu a ordem:

- Vá lá e empurre a vaca no precipí­cio.

Indignado porém resignado, o discí­pulo voltou ao casebre e, sorrateiramente, conduziu o animal até a beira do abismo e a empurrou. A vaca, previsivelmente, estatelou-se lá embaixo.

Alguns anos se passaram e durante esse tempo o remorso nunca abandonou o discí­pulo. Num certo dia de primavera, moí­do pela culpa, abandonou o sábio e decidiu voltar àquele lugar. Queria ver o que tinha acontecido com a famí­lia, ajudá-la, pedir desculpas, reparar seu erro de alguma maneira. Ao fazer a curva da estrada, não acreditou no que seus olhos viram. No lugar do casebre desmazelado havia um sí­tio maravilhoso, com muitas árvores, piscina, carro importado na garagem, antena parabólica. Perto da churrasqueira, estavam três adolescentes robustos, comemorando com os pais a conquista do primeiro milhão de dólares. O coração do discí­pulo gelou. O que teria acontecido com a famí­lia? Decerto, vencidos pela fome, foram obrigados a vender o terreno e ir embora. Nesse momento, pensou o aprendiz, devem estar mendigando em alguma cidade. Aproximou-se, então, do caseiro e perguntou se ele sabia o paradeiro da famí­lia que havia morado lá há alguns anos.

- Claro que sei. Você está olhando para ela - disse o caseiro, apontando as pessoas ao redor da churrasqueira.

Incrédulo, o discí­pulo afastou o portão, deu alguns passos e, chegando perto da piscina, reconheceu o mesmo homem de antes, só que mais forte e altivo, a mulher mais feliz, as crianças, que haviam se tornado adolescentes saudáveis. Espantado, dirigiu-se ao homem e disse:

- Mas o que aconteceu? Eu estive aqui com meu mestre uns anos atrás e este era um lugar miserável, não havia nada. O que o senhor fez para melhorar tanto de vida em tão pouco tempo?

O homem olhou para o discí­pulo, sorriu e respondeu:

- Nós tí­nhamos uma vaquinha, de onde tirávamos nosso sustento. Era tudo o que possuí­amos, mas um dia ela caiu no precipí­cio e morreu. Para sobreviver, tivemos que fazer outras coisas, desenvolver habilidades que nem sabí­amos que tí­nhamos. E foi assim, buscando novas soluções, que hoje estamos muito melhor que antes.

 

SOCORROOOOOO!!! PRECISO URGENTEMENTE JOGAR MINHA "VAQUINHA" NO PRECIPÍCIO!!!

:: Postado por Roberta às 08h53
::
::
:: Enviar esta mensagem

13/04/2008

Olá, pessoas light e lindas!!!

Eu sumi, né? Foram vários os motivos, mas o principal deles foi a falta de tempo mesmo.

Sou daquelas pessoas que acham que a gente arranja tempo prá TUDO o que quer fazer, e acredito nisso de verdade. Mas eu estava tão desorganizada que fazia uma coisa já pensando na próxima. Eu explico: enquanto fazia uma tarefa no trabalho, pensava na seguinte; estava na academia fazendo Combat e pensando quanto tempo eu levaria prá tomar banho, o que faria quando chegasse em casa; chegando em casa, pensava qual seria a roupa que vestiria prá ir trabalhar no dia seguinte...ou seja, não fazia NADA direito!

Eu acredito que não podemos deixar escapar o momento, ou seja, adiar as coisas em prol de outros acontecimentos, porém fazer de um momento uma prévia do outro, já é um exagero. Não sei se estou sendo clara: acho que a gente tem tempo prá tudo que é importante, e o importante é VIVER...certas coisas são só acessórias...

Estou lendo um livro (ironicamente, há um bom tempo, por falta de tempo), que se chama "Paz interior para pessoas muito ocupadas" e num pequeno trecho a autora explica que muitas vezes estamos tomando banho e refletindo sobre tudo o que fizemos ou que ainda vamos fazer, achando ser este um momento de relaxamento. Mas não é!!! O correto é tomar banho apreciando o toque, nossa pele, a sensação da água caindo sobre nossos corpos...temos que viver cada momento, não aproveitar um momento prá pensar no outro. E era exatamente isso o que eu estava fazendo.

Imaginem uma perfeccionista (quase curada, é verdade), realizando tarefas pela metade...isso estava me deixando MA-LU-CA. O estresse estava a todo momento tentando se apoderar do meu corpo.

Certo dia, estava chegando ao banco, e uma mulher estava saindo de lá irada. Jogava os documentos nas pessoas, falava "palavrões" e ameaça agredir quem olhava prá ela. Na hora senti muita pena, pois percebi que ela não é louca, mas estava surtando por estar vivendo um momento de muito estresse, provavelmente. Me deu muito medo presenciar aquela cena, me imaginei no lugar dela, pois eu estava sentindo que ia explodir a qualquer momento, de tantos afazeres "urgentes".

Como não estou indo à terapia (por falta de tempo), tenho que me virar sozinha nessas horas. Mas graças a Deus, a ficha caiu e eu comecei a estabelecer algumas prioridades e percebi que não sou a mulher-maravilha (e nem quero ser), portanto não posso fazer TUDO ao mesmo tempo!

Estou voltando ao meu eixo, mas ainda com o tempo "apertado".

Meus pais chegaram ontem de viagem, e isso já me livra de alguns afazeres. Mas foi muito bom ficar sozinha, foi um "test drive" para quando eu mudar para a minha casa. Percebi que consigo me virar bem, mas já senti a necessidade de ter alguém me ajudando em algumas tarefas. E sem dúvida recorrerei a algum profissional.

Bem, toda essa "tormenta" me deixou nervosa, e vocês já sabem aonde costumo descontar meu nervosismo, né? Exatamente, na comida. Estava indo tão bem...me determinei a emagrecer para o casamento da Gabi, e consegui! Mas depois tive uma sucessão de ataques compulsivos. Odeio quando me abandono dessa forma!

Além disso, pelo cansaço (não é desculpa, é a realidade), acabei ficando com dores no corpo, início de gripe, início de conjuntivite, que me impediam de ir sempre à academia. Só não deixei de fazer Combat, mas a musculação ficou totalmente de lado. Eu chegava lá, os aparelhos ocupados, eu ficava estressada, até deprimida...fazia o aeróbico e voltava prá casa.

A faculdade, apesar de ser uma única vez por semana, me toma um tempo "fenomenal": é um trabalho atrás do outro e eu acabei descobrindo porque gosto mais de professores que de professoras: elas são tão "certinhas" que têm coragem de passar "dever de casa" para uma turma de MBA...humpf! Eu mereço, escolhi isso, né?

Estava me sentindo totalmente depressiva, mas hoje visitei alguns blogs, e vocês podem não acreditar, mas novamente me motivei a re-re-re-re-re-re-re-re-recomeçar a minha reeducação alimentar. Eu desanimo às vezes, o processo de emagrecimento é lento e difícil, mas desistir, eu não desisto! Sou osso duro de roer, e como sempre digo: consigo tudo o que quero!

Conto com a força de vocês para me reorganizar e me reerguer!

Visitei todos os meus links, e só não comentei nos posts muito antigos ou em alguns que exigem senha...

Abaixo colocarei uma mensagem que recebi da minha amiga Rebecca e uma música que ajuda a ilustrar a minha reflexão de hoje.

Muitos beijos e uma excelente semana prá todos!!!

 


Um professor, diante de sua classe de filosofia, sem dizer uma só palavra pegou um pote de vidro, grande e vazio, e começou a enchê-lo com bolas de golf. Em seguida, perguntou aos seus alunos se o frasco estava cheio e,  imediatamente, todos disseram que sim.
O professor então, pegou uma caixa de bolas de gude e a esvaziou dentro do pote. As bolas de gude encheram todos os vazios entre as bolas de golf.
O professor voltou a perguntar se o frasco estava cheio e voltou a ouvir de seus alunos que sim.
Em seguida, pegou uma caixa de areia e a esvaziou dentro do pote. A areia preencheu os espaços vazios que ainda restavam e ele perguntou novamente aos alunos, que responderam que o pote agora estava cheio.
O professor pegou um copo de café (líquido) e o derramou sobre o pote umedecendo a areia. Os estudantes riam da situação, quando o professor falou: "Quero que entendam que o pote de vidro representa nossas vidas. As bolas de golf são os elementos mais importantes, como Deus, a família e os amigos. São com as quais nossas vidas estariam cheias e repletas de felicidade. As bolas de gude são as outras coisas que importam: o trabalho, a casa bonita, o carro novo, etc. A areia representa todos as pequenas coisas. Mas se tivéssemos colocado a areia em primeiro lugar no frasco, não haveria espaço para as bolas de golf e para as de gude. O mesmo ocorre em nossas vidas. Se gastarmos todo nosso tempo e energia com as pequenas coisas nunca teremos lugar para as coisas realmente importantes. Prestem atenção nas coisas que são primordiais para a sua felicidade. Brinquem com seus filhos, saiam para se divertir com a família e com os amigos, dediquem um pouco de tempo a vocês mesmos, busquem a Deus e creiam nele, busquem o conhecimento, estudem, pratiquem seu esporte favorito,......... SEMPRE haverá tempo para as outras coisas, mas ocupem-se das bolas de golf em primeiro lugar. O resto é apenas areia."

Um aluno se levantou e perguntou o que representava o café. O professor respondeu: "que bom que me fizestes esta pergunta, pois o café serve apenas para demonstrar que não importa quanto ocupada esteja nossa vida, sempre haverá lugar para tomar um café com um amigo..."
Um grande e forte abraço e até nosso próximo café!
"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis,  coisas inexplicáveis e PESSOAS INCOMPARÁVEIS”.

 


Lulu Santos - Tempos Modernos
Eu vejo a vida melhor no futuro
Eu vejo isto por cima do muro de hipocrisia
Que insiste em nos rodear
Eu vejo a vida mais clara e farta
Repleta de toda satisfação
Que se tem direito
Do firmamento ao chão
Eu quero crer no amor numa boa
Que isto valha pra qualquer pessoa
Que realizar
A força que tem uma paixão
Eu vejo um novo começo de era
De gente fina, elegante e sincera
Com habilidade
Pra dizer mais sim do que não, não não
Hoje o tempo voa, amor
Escorre pelas mãos  
Mesmo sem se sentir
Que não há tempo que volte, amor
Vamos viver tudo o que há pra viver
Vamos nos permitir

:: Postado por Roberta às 22h23
::
::
:: Enviar esta mensagem

13/04/2008


ALGUNS ARTIGOS INTERESSANTES:

Exercícios em locais poluídos pioram a saúde de atletas

 

Efeitos recaem sobre diabéticos e pessoas com doença pulmonar e cardíaca

Estudo mostra que pessoas com doença coronariana que correram expostas à fumaça tiveram mais que duplicada a chance de isquemia

 

MÁRCIO PINHO
DA REPORTAGEM LOCAL

A piora da qualidade do ar na Grande São Paulo em 2007 reforçou o alerta de médicos sobre possíveis riscos de correr em avenidas ou parques muito poluídos em certos horários.
Se a idéia de que é melhor fazer exercícios, mesmo em locais poluídos, do que ser sedentário sempre foi o consenso médico, os cuidados com a poluição se tornam mais importantes após as avaliações de ar impróprio subirem 54% em 2007 e a frota da capital chegar aos seis milhões de veículos.
A principal atenção quanto aos efeitos da poluição recai sobre o grupo de risco formado por diabéticos e pessoas com doença pulmonar, insuficiência coronariana ou cardíaca. Segundo Ubiratan de Paula Santos, pneumologista do Incor (Instituto do Coração), eles devem evitar se exercitar em locais poluídos porque podem ter suas doenças agravadas.
Uma pesquisa publicada no ano passado no "The New England Journal of Medicine" reforçou essa preocupação. Apesar de ter considerado apenas 20 participantes e ter recebido críticas, o estudo escocês mostrou que pessoas com doença coronariana que correram expostos à fumaça de diesel tiveram mais que duplicada a chance de isquemia, além da redução em 35% de uma proteína que ajuda na vasodilatação.

Saudáveis

Mas os cuidados com a poluição valem também para pessoas saudáveis, apesar de os riscos não serem tão claros. "Pesquisas mostraram que quem mora em grandes avenidas, se exercita ou trabalha nesses locais, como os marronzinhos, ou que ficam durante horas no trânsito, têm mais chance de ter problemas cardíacos e respiratórios. Por que não poderia ocorrer o mesmo, a longo prazo, com o corredor saudável?" diz Ubiratan de Paula Santos.
Para exemplificar o risco, o médico cita um estudo feito em Nova York que mostrou que correr em avenidas por 30 minutos deixa o nível de monóxido de carbono no sangue equivalente a fumar dez cigarros.
O ozônio é outro dos vilões da poluição e pode provocar asma e irritação nos olhos. Os materiais particulados também oferecem riscos. "Eles provocam inflamação pulmonar e irritação em terminações nervosas, o que pode alterar a freqüência cardíaca, aumentando a pressão sangüínea e favorecendo outros problemas."
Para evitar isso, os médicos dizem que o essencial é evitar correr ao ar livre em dias muito secos em que há inversão térmica e mais poluição no ar.
Outra dica é usar vias alternativas dentro dos bairros ou parques pouco poluídos. Se a escolha for mesmo pelas avenidas movimentadas, como a Sumaré (zona oeste de SP), a saída é ajustar os treinos para horários de menor tráfego: antes das 7h30 ou após as 21h.
Os parques também costumam permitir maior dispersão dos poluentes, ainda que alguns também tenham aumentado o número de avaliações impróprias.

 

Corredor diz não se incomodar com poluição na av. Sumaré

DA REPORTAGEM LOCAL

 

Correr às 18h na avenida Sumaré, na zona oeste de São Paulo, não é problema para o porteiro Iranildo Pinto de Abreu, 35, que já treina ali há seis anos.
Ele diz não ter doenças cardíacas ou respiratórias e que o barulho e a poluição não atrapalham. "Esse é o local que tenho para treinar, pois trabalho e moro aqui perto. Esse ano estou treinando uma hora por dia para correr a São Silvestre."
Já o engenheiro Otair Borges de Macedo, 47, é mais eclético. Ele afirma treinar uma vez a cada dez dias na Sumaré. "Só incomoda o barulho", diz.
Ele freqüenta ainda os parques Villa-Lobos e Ibirapuera, área escolhida por muitos corredores e que voltou a ser recordista em ar impróprio na região metropolitana em 2007.
Ela ficou 38 vezes com ar impróprio, segundo levantamento publicado pela Folha em março com base nos boletins diários da Cetesb em 2007.
O ozônio é um grandes responsável por isso. O poluente é formado por uma reação química -estimulada pela luz solar- que envolve resíduos da queima de combustíveis.
Ele também causou problemas em outro local bastante procurado por corredores, a Cidade Universitária da USP, na zona oeste. Apesar de a medição ser feita apenas desde 29 de março de 2007, o ar impróprio foi detectado 33 vezes.
Além do trânsito nas proximidades, USP e o Ibirapuera sofrem com o ozônio também por receberem muita luz solar e pela ação dos ventos.
Mauro Gomes, pneumologista do Hospital Samaritano, diz que o ozônio é um dos principais poluentes no trânsito de SP, que pode irritar as vias aéreas, causar coceira e desencadear asma, entre outras coisas.

Medição
A qualidade "imprópria" do ar considera três níveis estabelecidos pela Cetesb: inadequada, má e péssima. Nesses casos, não deve ser praticada a corrida, diferentemente das avaliações regular e bom.

 

Folha de São Paulo - Edição de 13/04/2008


DRAUZIO VARELLA

A preguiça humana

 

Se você é daqueles que esperam a visita da disposição física para fazer exercícios, desista

 

MAL DESEMBARQUEI no aeroporto Santos Dumont, dei de cara com uma jibóia contorcida que avançava em passo de procissão. Era uma fila longa e grossa constituída por mulheres com trajes formais e homens de terno escuro, ejetados pelos aviões que aterrissavam no primeiro horário da manhã.
Usuário contumaz da ponte aérea que liga São Paulo ao Rio, jamais havia me deparado com aquela aglomeração ordeira.
Assim que a jibóia fez a curva, saí de lado para enxergar a origem do congestionamento. Não pude acreditar: a fila desembocava na boca da escada rolante. Ao lado dela, a escada comum, deserta como o Saara.
Imaginei que houvesse alguma razão para tanta espera, quem sabe a escada mecânica estivesse obstruída; mas, como não percebi nenhum obstáculo, caminhei em direção a ela. Não fosse a companhia de um rapaz de mochila nas costas, dois degraus à minha frente, eu teria descido no desamparo.
Se ainda fosse para subir a escada rolante, o esforço maior e a transpiração àquela hora da manhã talvez justificassem a falta de iniciativa. Os enfileirados, no entanto, berrando em seus celulares, em pleno vigor da atividade profissional, recusavam-se a movimentar as pernas mesmo para descer.
Se perguntássemos para aquele povo se a vida sedentária faz bem à saúde, todos responderiam que não. Pessoas instruídas estão cansadas de ler a respeito dos benefícios que a atividade física traz para o corpo humano: melhora as condições cardiorrespiratórias, reduz o risco de doenças cardiovasculares, reumatismo, diabetes, hipertensão arterial, câncer, degenerações neurológicas etc.
Por que, então, preferem aguardar pacientemente a descer um lance de degraus às custas das próprias pernas?
Por uma razão simples: o exercício físico vai contra a natureza humana. Que outra explicação existiria para o fato de o sedentarismo ser praticamente universal entre os que conseguem ganhar a vida no conforto das cadeiras?
A preguiça para movimentar o esqueleto não é privilégio de nossa espécie: nenhum animal adulto gasta energia à toa. No zoológico, leitor, você jamais encontrará uma onça dando um pique aeróbico, um gorila levantando peso, uma girafa galopando para melhorar a forma física. A escassez milenar de alimentos na natureza fez com que os animais adotassem a estratégia de reduzir o desperdício energético ao mínimo.
A necessidade de poupar energia moldou o metabolismo de nossa espécie de maneira tal que toda caloria ingerida em excesso será armazenada sob a forma de gordura, defesa do organismo para enfrentar as agruras dos dias de jejuns prolongados que porventura possam ocorrer.
Por causa dessas limitações biológicas, se você é daquelas pessoas que esperam a visita da disposição física para começar a fazer exercícios com regularidade, desista. Ela jamais virá. Disposição para sair da cama todos os dias, calçar o tênis e andar até o suor escorrer pelo rosto nenhum mortal tem.
Encare a atividade física com disciplina militar ou esqueça-se dela. Na base do "quando der, eu faço", nunca dará.
Falo por experiência própria. Sou corredor de distâncias longas há muitos anos. Às seis da manhã, chego no parque, abro a porta do carro e saio correndo. Não faço alongamento antes, como deveria, porque, se ficar parado, esticando os músculos, volto para a cama. Durante todo o percurso do primeiro quilômetro, meu cérebro é refém de um pensamento recorrente: não há o que justifique um homem passar por esse suplício.
Daí em diante, as endorfinas liberadas na corrente sangüínea tornam o sofrimento mais suportável. Mas o exercício só fica bom, de fato, quando termina. Que sensação de paz e tranqüilidade! Que prazer traz a certeza de que posso passar o resto do dia sentado, sem o menor sentimento de culpa.
Se eu perguntasse às pessoas daquela fila por que razão levam vidas sedentárias, todas apresentariam justificativas convincentes: excesso de trabalho, filhos que precisam ir para a escola, obrigações familiares, trânsito, falta de dinheiro, violência urbana.
No passado, diante desses argumentos, eu ficava condoído e me calava. Os anos de profissão mudaram minha atitude, entretanto: escuto as explicações em silêncio, mas não me comovo com elas. O coração vira uma pedra de gelo. No final, quando meu interlocutor pergunta como poderia encontrar tempo para a atividade física regular, respondo:
"Isso é problema seu."

 

Folha de São Paulo - Edição de 12/04/2008 

:: Postado por Roberta às 21h09
::
::
:: Enviar esta mensagem

13/04/2008

Ganhei essa indicação das amigas: Cristina (http://eliminandotodopesoextra.blogspot.com) e Pri (http://canseideserfofucha.blogspot.com). Não mereço, mas agradeço...vocês são muito especiais. Obrigada mesmo!!!

Seguem as regras a serem seguidas pelas pessoas indicadas:

1) Este prêmio deverá ser atribuído aos blogs que considera bons e aqueles que costuma visitar regularmente e deixa comentários;

2) Quando o prêmio é recebido deverá fazer um post indicando a pessoa que lhe atribuiu o prêmio e a respectiva ligação ao blog;
3) Indicar 7 blogs para atribuição do prêmio;
4) Deverás ser exibido orgulhosamente o selo do prêmio, de preferência com ligação ao local onde é falado dele.
 
Bem, eu realmente estou orgulhosa por ter recebido esse prêmio, mas não posso fazer indicações, simplesmente porque não visito nenhum blog regularmente, por falta de tempo, e quando visito, nem sempre deixo comentários. Além disso, considero TODOS da minha lista ótimos blogs. Cada um é capaz de ensinar algo diferente. Portanto, quem estiver interessado, pegue o selinho e exiba-o com orgulho, pois estar nessa batalha já é um grande motivo prá isso. Parabéns a todos!!!
 

Recebi da amiga/blogueira Flockinho (http://vousermagra.zip.net), a seguinte entrevista/brincadeira:
 

1. Qual o seu apelido? Paty, Nena, Rô, Beverly, Pá, etc...

2. Qual a sua altura?  1,63 m

3. Qual o seu peso atual? 64,3 Kg (acho – pesei dia 07/04)

4. Qual o maior peso que você atingiu? Com quantos anos? Como era sua vida nesta época? 
81 Kg foi o maior peso que vi na balança, pois parei de me pesar. Creio que devo ter atingido pelo menos 85 Kg. Eu devia ter uns 27 anos. Desde os 17 anos, quando parei de dançar, comecei a engordar gradativamente, principalmente pelo SEDENTARISMO. Nessa época do “auge”, eu andava de calças de elástico com camisetão...nunca deixei de ser vaidosa, mas não tinha como andar arrumada, pois as roupas nas lojas de “gordinhos” eram muito caras pra mim.

5. Qual o menor peso que você atingiu após adulta? Como? 
O menor peso que atingi adulta foi 54 Kg, antes de começar a engordar de verdade. Depois disso, 58 Kg com o Vigilantes do Peso e em 2006, com a ortomolecular.

6. Quando iniciou seu blog?
Em 2005. Eu procurava na net tudo sobre dieta e então encontrei o blog da Larissa. Fiquei maravilhada com a força de vontade dela, então resolvi montar um blog também..

7. Quando você iniciou a reeducação alimentar? E o que te fez iniciá-la?
Já iniciei tantas vezes, mas ainda não me reeduquei de verdade, caso contrário não engordaria mais, né? Desde que comecei a engordar um pouquinho, nunca descuidei, mas o mais difícil mesmo é se manter magra. O principal motivo que me fazia iniciá-las era a estética, mas de uns tempos pra cá, por ser hipertensa, tenho que me cuidar mais ainda, não que eu não queira ficar bonita também.

8. Tem alguma foto da época do inicio de seu processo de reeducação alimentar? Não tenho. Sempre fugia das fotos. A que eu tenho com um peso maior é a que colocarei a seguir...devia estar com uns 71 Kg.

9. Quanto vc pesava no inicio da RA? E qual a sua meta?
No início do blog eu pesava 73 Kg. Minha meta é 57 Kg, mas penso em mudá-la, caso me sinta bem com um peso maior.

10. Como é a sua RA?
Basicamente, sigo o que aprendi com a ortomolecular e a dieta do tipo sanguíneo, prestando atenção nos alimentos que me beneficiam. Como a cada 3 horas, bebo uns 3 lts. de água por dia, não pulo refeições e também não passo vontade, pra evitar compulsões posteriores.

11. Quais foram os momentos mais difíceis?
Tem momentos em que estou seguindo tudo direitinho e o ponteiro da balança empaca e até sobe, dá vontade de comer tudo o que tem pela frente, pra me vingar...rsrs

12. Quais os momentos mais felizes durante todo o processo? Tem fotos deste momento?
Quando eu percebo que estou disciplinada fico muito feliz. Gostoso mesmo foi pesar 58 Kg...rs As fotos virão quando eu atingir minha meta.

13. Quais os artificios “extras” que você utiliza no seu processo?
Eu faço muita atividade física. Na alimentação, não costumo comer frituras, como alimentos integrais, mas peco com os doces, infelizmente.

14. Já tomou remédio para emagrecer? Como foi?
Sim. Nas primeiras vezes emagreci, nas demais não fez nenhum efeito.

15. Qual o exercício físico que você mais gosta de praticar?
Body Combat

16. Qual o seu maior conselho para as amigas blogueiras?
Que o processo é lento e doloroso, mas não desista. Nada como se sentir bem consigo mesma, saudável e linda. E não há segredos para emagrecer, é matemática pura: + atividade física/ - calorias ingeridas. Além disso, não importa qual o seu método para emagrecer: remédios, exercícios físicos, reeducação alimentar, redução do estômago, terapia...sempre procure um profissional da área e mexa-se. Nada de ficar envergonhado por não conseguir emagrecer sem ajuda, ok? Fracassado é aquele que não faz NADA prá mudar.

17. Se você pudesse entrar numa máquina e sair com o corpo dos seus sonhos, que corpo seria este?
Nunca tive cintura fina, sempre tive barriga grande e peitões. Gostaria de “ajeitar” meu corpo, ou seja, tirar os “extras”, mas ficar com ele mesmo...rs

18. Quais amigas você indica para participar da entrevista?
Todas que tiverem a fim de falar sobre a sua experiência...

:: Postado por Roberta às 20h30
::
::
:: Enviar esta mensagem




Nome: Patrícia Roberta
Idade: 33 anos
Cidade: Franco da Rocha/SP
Signo: Libra (04/10)
Estado civil: Solteira
Formação: Bacharel em Ciências Contábeis; pós-graduanda em Administração de RH
Ocupação: Supervisora administrativa de uma empresa de pequeno porte há 16 anos

Altura: 1,63 m
Peso Inicial: 73 Kg (Março/2005)
Peso Atual: 64,9 Kg
IMC Atual: 24,49 (NORMAL - iuuuuupiiiiiii!!!)
Meta: 57 Kg

MSN:
magraesaudavel@hotmail.com
(Por favor, me avise quando me adicionar!!!)


.::MINHAS FOTOS::.


Objetivo: Emagrecimento saudável e definitivo (mas nada impede que eu fale sobre qualquer assunto no MEU blog!)
Ferramentas utilizadas: Dieta ortomolecular/tipo sangüíneo; exercícios aeróbicos 4 vezes por semana e musculação 3 vezes por semana; BLOG (Utilizei medicamentos de 10/2007 a 01/2008)
Maiores desafios: me livrar das crises depressivas; deixar de "comer" emoções; "emagrecer" a cabeça; manter o peso após alcançar a meta
Maiores incentivadores: Minha mãe (que prepara as minhas refeições), minha colega Mara (que indicou o tratamento feito por ela); Maria Augusta (minha médica que tem toda a paciência do mundo comigo); minha terapeuta Lia (que me ouve e não me julga pelas minhas "esquisitices"); minha dermatologista/amiga Célia (que me ouve, me aconselha, me deixa menos feia, eleva meu astral!); meus patrõezinhos queridos (que agüentam cada uma de mim, e além disso me avisam quando começo a "relaxar" com meu corpo!); minhas amigas/amigos blogueiros light (sem comentários...essa "tchurma" levanta até defunto!!!rs)


JÁ ELIMINEI 8,100 KG... MAS AINDA FALTAM 7,900 KG!!!



.:: UM POUCO MAIS SOBRE MIM ::.

Características pessoais: A vida prá mim é URGENTE, tenho "sede" de viver...não suporto a idéia de ficar esperando as coisas "caírem do céu". A palavra COMODISMO passa longe do meu vocabulário...sou muito "intensa"!!! Sou bastante ansiosa, mas vejo isso como um ponto positivo da minha personalidade, afinal é isso que me impulsiona a "correr atrás" de tudo o que quero! O lado negativo disso, é que sou muito controladora, e a possibilidade de perder o controle sobre determinada situação deixa minha ansiedade fora dos limites. Odeio pendências, gosto de resolver as coisas "prá ontem"! Apesar de ser libriana, não sou muito equilibrada (risos!), vivo "extremos": sou calma, e ao mesmo tempo agitada; sou decidida, mas totalmente insegura; sou vaidosa e ao mesmo tempo "desencanada"; sou compreensiva, mas "pavio curto" em muitos casos; sou extrovertida, mas muito tímida (?)...enfim, vivo em meio a essas "ambigüidades". Acredito que a minha maior qualidade seja a SINCERIDADE, o que muitas vezes me deixa em "maus lençóis", já que nem todo mundo gosta de ouvir certas "verdades"! Sou extremamente PERSISTENTE, e acho até que por isso, sempre consigo TUDO o que quero (poderosa, né? hehehe!). Essa persistência toda me torna também um pouco TEIMOSA, mas nada que um bom "puxão de orelha" não resolva (risos!). Meu maior defeito ainda é não saber dizer NÃO, o que me faz muitas vezes abrir mão de meus próprios interesses, em prol de outrem. Sou apaixonada pelo meu trabalho, aliás não consigo me imaginar trabalhando em algo que não gostasse... Sou uma perfeccionista em tratamento, preciso parar de me cobrar tanto, deixar a coisa "rolar" com mais naturalidade. Costumo ter muitos amigos, pois sou muito fiel, e uso o diálogo como ferramenta para sanar possíveis desentendimentos. Amo crianças, e acho que por isso tenho tantos afilhados (risos!). Gosto muito de ler, mas uma das minhas principais paixões é VIAJAR...se tivesse condições financeiras mais favoráveis, faria isso com mais freqüência! Meu maior desafio atualmente, é resgatar a minha AUTO-ESTIMA, totalmente "deteriorada" por vários relacionamentos fracassados, sempre finalizados com TRAIÇÃO (snif!). Acho muito importante cuidar da aparência e bem-estar, se "paparicar" muito, mas SAÚDE ainda é prioridade...sou totalmente contra "modismos" e "excessos" em nome da beleza!

Família: ainda moro com meus pais, que são pessoas simplesmente ma-ra-vi-lho-sas, que estão sempre ao meu lado! Moram conosco também 02 primas minhas. Tenho uma única irmã, a "caçulinha", que é linda, maravilhosa e magérrima...ela é casada e mora em Mogi das Cruzes.

Religião: sou de "formação" católica, porém não suporto dogmas, por isso não freqüento "templo" algum. Acredito em DEUS, no amor, na solidariedade...acho que através do nosso livre arbítrio podemos distingüir o que é certo do errado, aliás, na minha opinião, nada é errado desde que você não prejudique o "próximo". Acho triste a "capitalização" que o ser humano faz da FÉ, afinal prá mim ela é muito importante para a realização de muitos "projetos", e realmente "move montanhas"!

Um sonho frustrado: ter parado de dançar (fiz jazz dos 7 aos 17 anos de idade).

Roberta x Balança: na infância, fui bem magra, com direito a pequenas "chantagens" da minha mãe para que eu comesse, fora as inúmeras vitaminas que eu tomava (Biotônico Fontoura batido com ovo de pata e leite condensado, por exemplo!). Comecei a engordar a partir dos 17 anos, quando parei de praticar atividade física, comecei a ingerir marmitex cheia de "conservantes", tomar medicamentos fortes para acne...enfim, foi uma junção de fatores! A princípio, não me incomodei muito, já que era extremamente magra e fiquei até mais "bonitinha" (risos!), mas com o decorrer do tempo, fui engordando cada vez mais, e sinceramente não sei dizer exatamente quando perdi o controle. Devido a problemas emocionais decorrentes da "vida adulta", fui perdendo as "rédeas" da situação, e claro que o "efeito sanfona" se fez presente. Meu peso mínimo foram 52 Kg (adulta) e o peso máximo 81 Kg. Apesar de já não me considerar gorda, não posso descuidar mesmo, pois tenho forte tendência ao aumento de peso.

[Essa foto é prá que EU não esqueça tudo o que já conquistei...nela estava com uns 71 Kg!]


Métodos que já utilizei para emagrecer:

 

Obs.: Coloquei esses itens para vocês perceberem o grau de dificuldade de me manter no peso, porém acredito que muitos deles poderiam ter sido eficazes, se eu realmente tivesse me determinado a emagrecer...Uma pessoa controladora não pode se utilizar de métodos de relaxamento, como os dois últimos citados, por isso nem posso criticar!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-



Alimentos que fazem parte da minha reeducação:

 

Obs.: Não considero nenhum alimento PROIBIDO, mas evito o leite e seus derivados, pois descobri que não são bem digeridos pelo meu organismo; não como muita carne vermelha, até por não fazer questão; evito frituras, mas como quando me dá vontade; como pouco sal por ser hipertensa, e quase não utilizo adoçante, por ter acostumado ao sabor dos alimentos ao natural; Adoro chocolate e doces em geral, essa é minha principal tentação, principalmente na TPM.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-




*** MINHA LISTA DE DESEJOS ***


 

- Pesagens -

11/03/2005 - 73,000 Kg
17/03/2005 - 72,800 Kg
24/03/2005 - 70,600 Kg
31/03/2005 - 69,800 Kg
07/04/2005 - 68,500 Kg
11/04/2005 - 67,700 Kg
18/04/2005 - 66,400 Kg
25/04/2005 - 65,400 Kg
02/05/2005 - 63,500 Kg
11/05/2005 - 63,900 Kg
17/05/2005 - 62,900 Kg
25/05/2005 - 62,300 Kg
01/06/2005 - 61,700 Kg
07/06/2005 - 61,700 Kg
13/06/2005 - 63,000 Kg
20/06/2005 - 63,000 Kg
27/06/2005 - 61,900 Kg
04/07/2005 - 61,700 Kg
11/07/2005 - 62,000 Kg
18/07/2005 - 61,200 Kg
25/07/2005 - 62,300 Kg
01/08/2005 - 61,000 Kg
08/08/2005 - 62,500 Kg
15/08/2005 - 61,800 Kg
22/08/2005 - 62,500 Kg
29/08/2005 - 61,100 Kg
05/09/2005 - 60,500 Kg
12/09/2005 - 61,900 Kg
19/09/2005 - 62,300 Kg
26/09/2005 - 63,700 Kg
03/10/2005 - 62,100 Kg
10/10/2005 - 61,900 Kg
24/10/2005 - 63,000 Kg
07/11/2005 - 62,100 Kg
14/11/2005 - 63,500 Kg
28/11/2005 - 65,900 Kg
05/12/2005 - 65,000 Kg
12/12/2005 - 64,100 Kg
19/12/2005 - 65,300 Kg
26/12/2005 - 65,300 Kg
02/01/2006 - 64,300 Kg
09/01/2006 - 63,300 Kg
16/01/2006 - 63,900 Kg
23/01/2006 - 63,000 Kg
30/01/2006 - 62,400 Kg
06/02/2006 - 62,500 Kg
06/03/2006 - 59,500 Kg
20/03/2006 - 59,000 Kg
27/03/2006 - 58,000 Kg
12/06/2006 - 60,600 Kg
19/06/2006 - 59,700 Kg
15/08/2006 - 62,000 Kg
25/09/2006 - 62,400 Kg
30/10/2006 - 62,100 Kg
04/12/2006 - 65,000 Kg
11/12/2006 - 65,800 Kg
18/12/2006 - 64,000 Kg
23/12/2006 - 65,500 Kg
02/01/2007 - 66,100 Kg
09/01/2007 - 64,800 Kg
15/01/2007 - 66,500 Kg
29/01/2007 - 67,700 Kg
05/02/2007 - 66,900 Kg
16/02/2007 - 66,500 Kg
26/02/2007 - 64,600 Kg
05/03/2007 - 64,100 Kg
19/03/2007 - 63,800 Kg
26/03/2007 - 63,900 Kg
31/03/2007 - 63,600 Kg
28/04/2007 - 65,500 Kg
05/05/2007 - 64,500 Kg
01/07/2007 - 64,200 Kg
08/07/2007 - 63,100 Kg
15/07/2007 - 63,700 Kg
22/07/2007 - 64,300 Kg
10/10/2007 - 66,000 Kg
03/01/2008 - 66,000 Kg
18/01/2008 - 65,800 Kg
01/02/2008 - 66,200 Kg
06/02/2008 - 66,300 Kg
08/02/2008 - 66,900 Kg
13/02/2008 - 68,300 Kg
18/02/2008 - 66,500 Kg
25/02/2008 - 67,900 Kg
10/03/2008 - 67,300 Kg
24/03/2008 - 66,700 Kg
31/03/2008 - 64,900 Kg


"Uma longa viagem começa com um único passo..." 

 

(Lao-Tsé)



Batalhas vencidas:


- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 14/10/2007 a 20/10/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 18/02/2007 a 24/02/2007
- 28/01/2007 a 03/02/2007
- 31/12/2006 a 06/01/2007
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 12/11/2006 a 18/11/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 25/12/2005 a 31/12/2005
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 11/12/2005 a 17/12/2005
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 06/11/2005 a 12/11/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 23/10/2005 a 29/10/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 09/10/2005 a 15/10/2005
- 02/10/2005 a 08/10/2005
- 25/09/2005 a 01/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 11/09/2005 a 17/09/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 21/08/2005 a 27/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 24/07/2005 a 30/07/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 10/07/2005 a 16/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 26/06/2005 a 02/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 29/05/2005 a 04/06/2005
- 22/05/2005 a 28/05/2005
- 15/05/2005 a 21/05/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 17/04/2005 a 23/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005


Blogs/Sites que eu visito:

- UOL - O melhor conteúdo
- Meu emagrecimento
- A conquista
- Lu francesa
- Emagrecendo mais uma vez
- A batalha
- Lu russa
- Sou loba
- Emagrecer prá valer
- Quero voar
- Emagrecendo agora
- Andreia magra
- Thuca
- Lilli Marlene
- Laine
- Beleza e dieta
- Mulher de atitude
- Electra
- Emagrecer feliz
- Czinha
- Emagrecer e viver
- Esbelta e feliz
- Quel
- Suco de Laranja
- Espelho light
- Agora vai...gorda nunca mais
- Denise
- Alê rumo aos 70 Kg
- Mell
- Jana
- Notícias da Kris
- Faby
- Cau meu emagrecimento
- Edilene
- Spa da Andreia
- Saudavel Info
- Andreia San
- Rosi Assis
- Carlos
- Aprendendo a viver
- Fabi Queiroz
- Titia sob medida
- Cansei de ser fofucha
- Cinthia
- Sou uma miss
- Letícia Light
- Diário que emagrece
- Meu diário de peso
- Síndrome de Estocolmo
- Marinheira
- Marcia esbelt
- Meu mundo e vocês
- Lara
- Carol
- Lu Russa 2
- Adri 2
- Light evolution
- Tita
- Flockinho
- Ex-formiguinha
- Nicky
- Eliminando todo o peso extra
- Deka de regime
- Operação metamorfose
- Andrea
- Sai fora peso extra
- O canto de Alice
- Lisa
- Ana Xereta
- Mary
- Nanna
- Fabi
- Magra nas Olimpíadas
- Cris Lopes
- De obesa a sarada
- Companheiro da Dieta
- NOVO BLOG
Nutrição e Saúde

"Ciúme é querer manter o que se tem; cobiça é querer o que não se tem; inveja é querer que o outro não tenha!"

(Zuenir Ventura)


dating sites free web stats Health sites


Votação:
- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog

Contador:

Créditos




VICKYS.com.br


Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.


Coisinhas e Tal


101 coisas em 1001 dias

Início:15/01/2007
Término:12/10/2009

1.Fazer financiamento ou consórcio de uma casa ou apartamento[Jan/2008]
2.Morar sozinha
3.Ter um animal de estimação
4.Eliminar ao menos 300g por semana até atingir minha meta
5.Fazer uma lipoaspiração
6.Pesar 57 Kg e me manter nesse peso até o final do projeto

7.             Vender minha esteira    [Em 21/01/07]

8.Voltar para Academia[Desde 01/2008]
9.Aprender a correr
10.Participar de pelo menos 02 corridas por ano
11.Comprar um monitor cardíaco [02/2008]
12.Fazer uma seleção de músicas no MP3 player para corrida

13.Passar uma semana no SPA [06/02 – 15/02/07]


14.Ir ao cinema a cada 02 meses
15.Assistir ao menos um DVD por mês em casa
16.Ir ao teatro ao menos 02 vezes ao ano
17.Poupar 10% do meu salário por mês até conseguir o financiamento do imóvel[01/2008]
18.Fazer uma viagem ao Nordeste ou exterior[12/2007]
19.Postar no blog a cada 15 dias
20.Ir a um Encontro de Blogueiras Light no RJ
21.Terminar minha pós-graduação
22.Conseguir apresentar um trabalho da faculdade com clareza, sem gaguejar
23.Fazer um curso de inglês
24.Tomar sol/ ficar bronzeada pelo menos 02 meses no ano
25.Arranjar um namorado[Desisti]
26.Passar um fim-de-semana romântico num Hotel Fazenda[Desisti]
27.Ler todos os livros pendentes que eu tenho
28.Ler ao menos 02 livros por mês
29.Fazer um curso de auto-maquiagem
30.Usar maquiagem diariamente
31.Comemorar meu aniversário
32.Fazer aula de dança
33.Ficar sem tomar anti-depressivos por 01 ano
34.Passar 01 dia inteiro fazendo compras pra mim e não me arrepender disso
35.Voltar a fazer hidratação no cabelo 01 vez por mês [Desde mar/2007]
36.Fazer um “Cruzeiro Fitness” ou "Cruzeiro Zen"[09/02 - 12/02/08]

37.Trocar os pneus do meu carro [03/02/07]


38.Conhecer a casa da minha irmã [06/04/07]
39.Conhecer o apartamento da minha amiga Silvana
40.Reencontrar a Magali e a Malu do SPA
41.Conhecer a Gisele e a Flavia pessoalmente
42.Visitar a minha amiga Dany e seus pimpolhos pelo menos a cada 02 meses[Desde 06/2007]
43.Organizar meu “armário de papéis” de casa
44.Lavar e/ou engraxar TODOS os meus sapatos [16/03/07]

45.Doar minha coleção de VHS da Folha de SP [20/02/07]


46.Terminar de assistir a 2ª temporada de LOST[23/04/07]
47.Comprar a 3ª temporada de LOST,quando sair[10/2007]
48.Conhecer mais uma cidade de SP
49.Fazer um tratamento estético para a celulite
50.Comprar 01 vestido vermelho “ultra-sexy”
51.Usar um biquini branco sem me envergonhar da cor ou do corpo
52.Passar 01 dia num SPA urbano
53.Beber 2 lts de água, mesmo estando em casa (no dia-a-dia eu tomo!)
54.Parar de tomar refrigerante light
55.Restringir a ingestão de doces aos fins de semana
56.Comer mais frutas (apesar de gostar muito, às vezes “esqueço”)[Desde 02/2007]
57.Conseguir viajar sem acrescentar mais de 3 Kg no meu peso[12/2007 - 02/2008]
58.Tirar pelo menos 15 dias de férias por ano
59.Emendar algum feriado por conta própria, já que lá na empresa não há “emendas”[Carnaval/2008]
60.Ir a um show de alguma banda/cantor que eu goste
61.Seguir o ritual de beleza proposto por minha dermatologista
62.Fazer um peeling nas costas
63.Fazer tratamento dos “vasinhos” da perna
64.Fazer um curso de jardinagem
65.Fazer um curso de mecânica de automóveis
66.Mudar minha CNH para categoria C
67.Aprender a nadar
68.Crismar a Amanda e a Samanta
69.Batizar a Larissa
70.Comprar um óculos de sol “legal”[10/2007]
71.Trocar meus óculos de grau, já que troco somente as lentes de contato
72.Ligar meu computador pelo menos 1x por semana[Desde mar/2007]
73.Entrar no MSN pelo menos 1x a cada 15 dias
74.Fazer upgrade no meu micro ou comprar um novo
75.Organizar minhas fotos no micro e revelar algumas
76.Organizar demais pastas e arquivos no micro
77.Organizar minha caixa de e-mails{Em 15/04/07]
78.Anotar todas as senhas dos sites que sou cadastrada[Fev/2007]
79.Parar de parcelar compras no cartão de crédito[Desde mar/2007]
80.Me livrar de despesas desnecessárias com cartão de crédito e produtos bancários[Fev/2007]
81.Planilhar TODOS os meus gastos por 03 meses[Mar/Abr/Mai/2007]
82.Reorganizar meu ambiente de trabalho de maneira mais prática[Terminei em 11/03/07]
83.Ir trabalhar sempre arrumada
84.Fazer pelo menos um curso de atualização na minha área por ano
85.Fazer um curso de culinária
86.Organizar minhas receitas
87.Fazer pelo menos 02 receitas por ano
88.Aprender a preparar arroz integral, de forma que fique bem saboroso
89.Reaprender a andar de bicicleta
90.Estabilizar meu humor, através da terapia (sem desmarcar a sessão sem motivo!)[Desde 10/2007]
91.Ampliar meus conhecimentos gerais, através de pesquisas/leituras mensalmente
92.Trocar de celular[01/2008]
93.Mandar polir meu anel de formatura
94.Fazer algumas sessões de drenagem linfática (até voltar a fazer mensalmente)

95.Fazer uma limpeza de pele [11/02/07]


96.Manter meu “ritual de beleza” semanal, mesmo qdo estiver deprimida
97.Aprender a utilizar a máquina de lavar, sem “estragar” as roupas
98.Voltar a fazer um trabalho voluntário
99.Doar pelo menos 03 cestas básicas por ano
100.Fazer uma nova lista de 101 coisas
101.Não fazer dessa lista mais uma cobrança na minha vida, e sim um incentivo para “lutar” pelo que quero